10 de set de 2010

CURSO 29ª Bienal de Arte

CAPACITAÇÃO PARA PROFESSORES E ALUNOS
29ª Bienal Internacional de Arte de São Paulo
Fundação Bienal de São Paulo
PÚBLICO: Professores de todas as áreas interessados em arte
contemporânea
14/09/2010 DAS 15H AS 17H
LOCAL: CEU AZUL DA COR DO MAR - AUDITÓRIO
CEU Azul da cor do mar – endereço: Av. Ernesto Souza Cruz, 2171 –
CAE. Carvalho – São Paulo
Informações: coord.artesvisuais.sp@unicastelo.br (prof. José)

ARTE/EDUCAÇÃO EM ITAQUERA - 29ª BIENAL DE ARTE


O curso de Artes Visuais - Licenciatura estabelece Parceria com a Fundação Bienal.

A presente ação vem ao encontro da necessidade de trazer cursos de formação com qualidade adequada aos pressupostos de um Ensino de Arte contemporânea na região da Zona Leste. Tal necessidade está sinalizada pela carência de espaços destinados para as artes visuais, o que obriga os estudantes e professores de Artes se deslocarem as regiões mais centrais.

É bom saber que os três últimos meses de frutíferas conversas com o Educativo da Bienal estão resultando no interesse pela Zona Leste e em especial pelo curso de Artes Visuais. Pode-se afirmar também que há o interesse do Curso de Artes Visuais da Unicastelo pelo trabalho do Educativo da Bienal, já que este ano a proposta é inovadora, inclusiva e contemporânea.

Vale agradecer o imenso interesse da Helena Kavaliunas, Relações Externas do Programa Educativo da Fundação Bienal.

Prof. José Souza Ferreira da Silva

Coordenador do Curso de Artes Visuais



Bienal no CEU

A Fundação Bienal de São Paulo é uma das mais importantes instituições internacionais de promoção da arte contemporânea, e seu impacto no desenvolvimento das artes visuais brasileiras é notadamente reconhecido. A Bienal de Artes, seu mais importante evento, não apenas apresenta aos diferentes públicos a produção de artistas brasileiros e estrangeiros, mas também atrai os olhares do mundo para a arte contemporânea de nosso país. Mais que isso, o evento atua como um periscópio, na medida em que quebra o isolamento de um país cujas condições socioculturais e dimensões dificultam o contato com essa ampla produção, e promove a insubstituível aproximação com as obras – cujas imagens digitais na tela do computador jamais provocarão o deslumbramento e a revelação do momento íntimo diante da arte.

A Bienal está prestes a celebrar sessenta anos. Pioneira no desenvolvimento de ações educativas voltadas à arte contemporânea no país, a Bienal de São Paulo possui um papel fundamental na formação de público, bem como de profissionais ligados às artes visuais. Não são poucos os artistas, críticos, curadores, educadores e estudiosos que passaram pela instituição, participando de atividades de formação ou atuando na recepção do público ao evento.

A partir de setembro 2010, estará aberta a 29ª Bienal de São Paulo que será realizada no pavilhão da Bienal no Parque Ibirapuera. O debate está na base do projeto curatorial da mostra, que recebe o título Há sempre um copo de mar para um homem navegar, verso do poeta Jorge de Lima (Invenção de Orfeu, 1952). Para os curadores Moacir dos Anjos e Agnaldo Farias, o trecho sintetiza o mote da exposição: a ideia de que a dimensão utópica da arte está contida nela mesma e não no que está fora ou além dela.

Com intuito de difundir a arte contemporânea, a Fundação Bienal em parceria com a Secretaria Municipal de Educação levará aos CEUs obras de vídeoarte realizadas por artistas que vão expor nessa 29ª Bienal. A Fundação produzirá 45 DVS com obras de cinco ou seis artistas. Os vídeos serão exibidos nos CEUs durante os meses de agosto e setembro, em horários programados pelos CEUs, conforme a conveniência dos públicos que frequentam cada CEU. Caberá a Secretaria criar as condições necessárias para viabilizar as exibições, montando as salas e dispondo dos equipamentos necessários.

ENCONTRO COM ARTISTAS


No dia 24/09 às 20hs acontecerá um bate-papo no ateliê # com os artistas Fabrício Lopez, Anderson Rei e Matheus Giavarotti que relatarão suas experiências artísticas recentes em Havana-Cuba e Valparaiso-Chile. A conversa descontraída contará com projeções de imagens e vídeos dessas experiências.

Essa iniciativa faz parte da missão da AJA_artes visuais de promover o encontro entre artistas e suas produções, aprofundando o debate e agregando em torno do fazer artístico individual e coletivo.

Sua presença será um grande prazer!

Ateliê #: rua Tomás Catunda, 11 - Vila Anglo Brasileira (próximo ao metrô Vila Madalena - veja o mapa)